Tudo sobre a Intolerância a Lactose – Diagnóstico, Sintomas, Controle

Tudo sobre a Intolerância a Lactose - Diagnóstico, Sintomas, Controle

Atualmente muitas pessoas tem tido problemas intestinais causado pelo consumo de leite e seus derivados, que os tem privado do prazer de tomar leite ou comer um bolo. Se você é uma destas pessoas que tem intolerância a lactose, confira este artigo para você entender o problema e aprender a conviver melhor com ele.

O que é Intolerância a Lactose

Também conhecida como deficiência a Lactase, a intolerância a lactose é uma incapacidade do corpo de digerir lactase, que é um tipo de açúcar presente no leite e em outros produtos derivados do leite. A função da enzima lactase é de quebrar as moléculas de lactose e convertê-las em glucose e galactose.

Tipos de intolerância a lactose

Podemos dividir a intolerância a lactose em três tipos:

Intolerância à lactose primária

Na infância nosso corpo produz muita enzima lactase, para digerir o leite que é nossa principal fonte de alimento. Após esta fase, o corpo vai diminuindo a quantidade de lactase produzida pelo intestino delgado, devido ao envelhecimento e a variação na dieta, com o acréscimo de novos alimentos.

Dependendo de fatores genéticos e hábitos alimentares, este declínio pode levar a um quadro de intolerância a lactose.

Intolerância à lactose secundária

Neste caso a intolerância a lactose ocorre devido a alguma doença, cirurgia ou injúria. Algumas doenças que podem levar a intolerância a lactose são a doença celíaca, gastroenterite e a doença de Crohn, por exemplo. O tratamento da condição intrínseca a esse tipo de intolerância pode resolver o problema.

Intolerância à lactose congênita

Esta condição é mais rara, mas é possível que bebês já nasçam com intolerância a lactose devido a uma condição genética, onde o intestino delgado não produz a enzima lactase.

Esta condição é conhecida como herança autossômica recessiva e pode ser passada de pais para filhos, mas só se manifesta se tanto o pai, quanto a mãe transmitir o gene da intolerância a lactose para o filho para que ele apresente o problema.

Fatores de risco

Alguns fatores podem desencadear a intolerância a lactose. Confira:

Idade: com o envelhecimento, o intestino delgado vai diminuindo a produção da enzima lactase e por isso as chances da intolerância a lactose aumenta.
Etnia: a intolerância a lactose é mais comum em indígenas, hispânicos, asiáticos e negros.
Nascimento prematuro: bebês que nascem antes da formação total do feto apresentam menos lactase no organismo, porque a produção só aumenta no terceiro semestre da gravidez.
Doenças: algumas doenças podem desencadear a intolerância a lactose, como a doença de Crohn.

Sintomas da intolerância a lactose

Quem tem problema de intolerância a lactose geralmente começam a sentir os sintomas de 30 minutos a duas horas após a ingestão de alimentos ou bebidas que contenham lactose.

A intensidade dos sintomas varia de pessoa para pessoa, do tipo e quantidade de alimentos ricos em lactose. Os sintomas são:

  • Diarreia
  • Náusea e, às vezes, vômito
  • Dores abdominais
  • Inchaço

Buscando ajuda médica

Se você perceber que está tendo os sintomas acima após a ingestão de alimentos ricos em lactose, procure um médico e explique a situação.

O médico poderá lhe fazer algumas perguntas como:

  • Você ingeriu algum alimento ou bebida que contenha leite?
  • Quando os sintomas começaram?
  • Os sintomas são frequentes ou ocasionais?

Diagnóstico e Exames

Se o médico suspeitar da intolerância a lactose, ele poderá solicitar alguns exames para confirmar o quadro, como:

Exame de intolerância a lactose – neste exame o paciente ingere um líquido rico em lactose, para depois realizar um exame de sangue e verificar a quantidade de glucose no sangue.

Exame de hidrogênio expirado – neste exame o paciente também deve ingerir um líquido rico em lactose, para depois realizar um teste de hidrogênio expelido pelo hálito do paciente.

Medidor de ácidos – a lactose não digerida no intestino produz ácido láctico no organismo, que pode ser identificado por um medidor apropriado.

Existe tratamento para a Intolerância a Lactose?

Infelizmente este é um quadro que não pode ser revertido, mas é possível adicionar enzimas lactase ao leite normal ou tomar a lactase na forma de cápsulas e comprimidos mastigáveis.

Pessoas com intolerância a lactose geralmente mudam sua alimentação e evitam o consumo de alimentos que contenham lactose.

Convivendo/ Prognóstico

Geralmente a diminuição ou a remoção de lactose da deita melhora todos os sintomas. A maioria das pessoas com baixos níveis de lactase podem tomar de 55 a 115 gramas de leite sem apresentar nenhum sintoma. Porções maiores que 225 gramas já podem apresentar alguns sintomas.

Existem produtos lácteos que contém menos lactose do que o leite comum. No entanto, se você tem problema de intolerância a lactose e gostaria de experimentar, recomendamos cautela para não causar reações indesejáveis.

alimentos ricos em lactose

  • Manteiga e queijos
  • Produtos lácteos fermentados, como iogurte
  • Leite de cabra (deve ser ingerido juntamente com as refeições e suplementado com aminoácidos essenciais e vitaminas se for oferecido a crianças)
  • Sorvete, milk-shakes e queijos envelhecidos ou duros
  • Leite e produtos lácteos sem lactose
  • Leite de vaca tratado com lactase para crianças maiores e adultos
  • Fórmulas de soja para crianças com menos de dois anos

Possíveis complicações da redução de alimentos lácteos

O leite e seus derivados são ricos em cálcio, vitamina D, riboflavina e proteína. Se você está controlando o consumo destes alimentos, talvez seja necessário encontrar formas de adicionar cálcio a sua dieta. Uma pessoa adulta necessita de cerca de 1.200 a 1.500 mg de cálcio por dia.

Existem alimentos que são ricos em cálcio, como as folhas verdes, brócolis, ostras, sardinhas, salmão enlatado e camarão. Se a alimentação não for suficiente, pode ser necessário algum tipo de suplementação rica em cálcio.

Pessoas com intolerância a lactose também podem apresentar um quadro de desnutrição e perda de peso.

intolerância a lactose em bebês, intolerância a lactose exame, intolerancia a lactose diagnostico, intolerancia a lactose sintomas na pele, tratamentos para intolerância à lactose, intolerancia a lactose o que comer, intolerancia a lactose tratamento, intolerancia a lactose sintomas respiratorios

Gostou do artigo Tudo sobre a Intolerância a Lactose – Diagnóstico, Sintomas, Controle? Ainda tem dúvidas ou sugestões? Então deixe um comentário abaixo.

Seus Amigos Precisam Saber Disso....
Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *